Image

Login

FOTOS

Falsidade conteúdos na Internet X Vinculo familiar
20/03/2019

Recentemente, uma nova preocupação tem rondado pais e responsáveis, alarmando ainda mais quem já vive em meio a tantos problemas cotidianos. Trata-se da famigerada "Momo" e suas supostas aparições em vídeos da plataforma de streaming online conhecida como Youtube Kids. A plataforma, destinada à crianças, exibe conteúdos inocentes como vídeos musicais e desenhos animados. Um lugar que deveria ser seguro, mas que cada vez mais é visto como uma potencial ameaça. Vamos aos fatos:

"Momo" é uma personagem surgida em meados de 2016, quando algumas inserções em vídeos circulantes na internet fizeram seu rosto assustador famoso. Não se sabe quem a criou, nem com que objetivo. O que sabemos é que "Momo" é o resultado do recorte e manipulação digital do rosto da escultura "Mother Bird", do artista japonês Keisuke Aisawa. A escultura representa a visão do artista sobre a "Ubume", uma figura folclórica japonesa popular. As Ubume são bakemonos, ou youkais, surgidos através do espírito de mulheres que morrem no parto ou que morrem para salvar a vida dos filhos. São seres benevolentes que figuram em dois tipos principais de histórias: em um deles, ela compra doces para as crianças que ainda estão vivas com moedas que depois se transformam em folhas secas. Em outro, ela atrai a atenção de um humano vivo, e o leva até o local onde seu filho está escondido, para que este possa ser salvo. Como podemos ver, nada parecido com um monstro que incita crianças a cortar os pulsos.

Acontece que alguém com péssima intenção decidiu tirar a Ubume e a obra de Aisawa de contexto, e criar essa espécie de "meme maligno". Porém, quem quer que tenha feito isso não inseriu nenhum conteúdo nos vídeos ou anúncios do Youtube. Nunca aconteceu algo como isso. Os vídeos circulantes em grupos de WhatsApp são montagens feitas para despertar o pânico e a histeria coletiva, e os relatos de crianças que viram a figura sinistra são verdadeiros, mas fruto da preocupação de pais que na ânsia de proteger suas crianças, acabaram mostrando a figura e perguntado a seus filhos se a tinham visto. Crianças pequenas, como sabemos, não sabem diferenciar a realidade da fantasia, e quando perguntamos a uma criança de menos de 6 anos sobre algo, devemos ser cuidadosos para não influenciar a resposta. Esse cuidado tem faltado a alguns pais, que involuntariamente acabam fazendo exatamente o que os responsáveis pelas montagens querem: popularizar a lenda urbana (como foi feito no "desafio baleia azul") e fortalecer a fake news em torno da "Momo".

Estas notícias falsas se parecem tanto com informações reais que até mesmo o Ministério Público da Bahia e a revista Crescer acreditaram na farsa, o primeiro exigiu a retirada das imagens da "Momo" - e da escultura "Mother Bird" - das redes sociais, e a segunda publicou uma matéria extensa na qual uma mãe narra a suposta exposição da filha a esse conteúdo. Não é surpresa que muita gente tenha acreditado na farsa.

Porém, nem tudo é negativo no caso: podemos aprender com tudo isso. Em primeiro lugar, para nós, é uma oportunidade de tranquilizar os pais, demonstrando a falsidade do conteúdo, e de divulgar a visão da pedagogia científica e dos educadores montessorianos sobre a influência desse tipo de coisa no imaginário infantil.

O Método Montessori afirma que até os seis anos a criança não tem percepção da diferença entre fantasia e realidade. É por isso que um conteúdo como a "Momo" tem potencial de amedrontar e gerar traumas a crianças pequenas. Porém, seus filhos só verão a "Momo" (palavra japonesa que significa "pêssego"), se alguém deliberadamente mostra-la, pois reiteramos que esses conteúdo nunca esteve no Youtube. E onde é que podem mostrar a "Momo" para as crianças?

Excluindo-se os pais preocupados que acabam mostrando por excesso de zelo, é nas mídias sem controle que veremos vídeos e fotos da personagem, em particular, no WhatsApp e no Facebook. Porém, crianças nem deveriam ter acesso a essas mídias, assim como não deveriam ter acesso à tablets, smartphones, televisores e computadores, a não ser por um período muito breve e com supervisão constante. Crianças deveriam estar ocupadas sendo crianças e fazendo que crianças fazem: brincando e aprendendo.

Não há a mais remota possibilidade de que a "Momo" apareça nos quintais, parques, sítios ou praias. Ela não vai ser vista nas salas de aula, nem nas academias de esportes. Ela é um fenômeno virtual, que pertence ao ciberespaço. Nossos filhos, ao contrário, pertencem ao mundo real, e é nele que vem aprender a serem seres humanos plenos e felizes. A internet e as ferramentas que possibilitam seu acesso são crianções úteis para compartilhar conhecimento e encurtar distâncias, mas não são um ambiente adequado para uma criança - ou qualquer ser humano - estar por 6, 8 horas diárias. 
Não é só a "Momo" que prejudica o desenvolvimento infantil na rede.

A simples exposição continuada à telas de computador, tablet, leitor digital, videogame, telefone celular etc. pode impactar a saúde de muitas formas. Então, que tal nos preocuparmos menos com o que está acontecendo na internet, e mais com o que acontece no mundo real? Que tal mais passeios, brincadeiras ao ar livre, histórias antes de dormir, conversas em família, almoços de domingo, voltinhas com o cachorro? Não vamos nos esquecer de viver a vida. Não deixemos que a frieza da tela tire de nós a humanidade que tanto preza a liberdade e o contato com a natureza.

Coloquemos a tecnologia digital em seu devido lugar: o de ferramenta. Nós a utilizamos, não é ela quem nos utiliza. Vamos viver a vida real, e permitir que nossas crianças descubram o mundo através da realidade: O aprendizado infantil no Método Montessori é concreto e a criança cria suas percepções e conceitos abstratos e por meio de experiências exatas e sensoriais. E é essa experiência real que será a base da criança para a sua imaginação e pensamento crítico, a ser desenvolvido naturalmente ao decorrer dos anos.

Links úteis:

Ubume:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Ubume

Revista Crescer:

https://revistacrescer.globo.com/…/momo-aparece-em-videos-d…

The Guardian:

https://www.theguardian.com/…/parents-momo-scare-youtube-ki…

Baleia Azul:

https://www.bbc.com/news/blogs-trending-46505722

MP/Bahia:

https://g1.globo.com/…/mp-ba-notifica-google-e-whatsapp-par…

Mother Bird (escultura original):

https://www.thisisinsider.com/momo-challenge-hoax-japanese-…

https://www.cnet.com/…/momo-is-dead-says-artist-who-create…/

CONTATO

Image
LOCALIZAÇÃO
Rua Conselheiro Pedro Luís, 326 • Santana • São Paulo • SP • 02020-050
Image
TELEFONE
(11) 2979-4836
Image
E-MAIL
contato@novoalicerce.com.br
Image
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
2ª a 6ª feira das 7h às 19h